PÁGINA ABERTA.COM

URGENTE: Israel declara estado de alerta de guerra após ataque-surpresa do grupo terrorista Hamas

 


O Hamas, grupo palestino que governa a Faixa de Gaza, lançou mais de 5.000 foguetes em direção a Israel e sequestrou os corpos de soldados israelenses mortos em confrontos na fronteira, neste sábado (7), afirmou a ala militar da organização islâmica, enquanto Israel declarava estado de alerta de guerra.

O Departamento de Estado dos EUA classifica, desde 1997, o Hamas como uma organização terrorista. 

O comandante das Brigadas Al-Qassam, Mohammed Deif, anunciou o lançamento-surpresa da "operação Dilúvio de Al-Aqsa", com mais de 5.000 foguetes e projéteis disparados em direção a Israel.

Além disso, militantes do Hamas se infiltraram na cidade de Sderot, em Israel, onde ocorreu um confronto com o Exército local, assim como na fronteira com Gaza, onde os militantes sequestraram dezenas de soldados israelenses mortos e feridos, informaram as Brigadas.

"Estamos em guerra. Isso não é uma simples operação. [...] O inimigo pagará um preço sem precedentes", disse Netanyahu em uma mensagem de vídeo, na qual reconheceu que o Hamas lançou "um ataque-surpresa criminoso" e anunciou ter ordenado "uma extensa mobilização" de reservistas.

O Exército de Israel informou que está enfrentando os milicianos de Gaza que se infiltraram por terra, mar e ar com a ajuda de parapentes, após o lançamento de centenas de foguetes a partir do enclave palestino.

"Ocorreu um ataque combinado com a ajuda de parapentes", disse o porta-voz do Exército israelense, tenente-coronel Richard Hecht, à imprensa.

"No momento, estamos combatendo em diferentes pontos ao redor da Faixa de Gaza. [...] Nossas forças estão em combate em solo israelense", acrescentou.

"Naturalmente, há feridos", disse, também, sem fornecer mais detalhes.

Os serviços de emergência relataram até agora 22 mortes em confrontos em solo israelense.


Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

ÓTICAS LIDER EM AFONSO BEZERRA-RN

Instagram: @oticasliderab