PÁGINA ABERTA.COM

Fornecedores bloqueiam acesso ao parque eólico Cajuína 2, próximo Lajes e Santana do Mato; Planes Engenharia não quitou comerciantes locais

 


Prestadores de serviço se reuniram para protestar e paralisar as obras do parque eólico Cajuína 2, localizado no município de Santana do Matos, próximo a Lajes do Cabugi. O motivo, segundo eles, é o não pagamento por serviços prestados e produtos fornecidos. A Empresa Planes Engenharia, com sede em Recife, uma das contratadas pela Siner, que seria a contratada da AES Brasil – responsável pela construção do parque, deixou a obra sem quitar os fornecedores.

A AES Brasil informou que já fez todos os pagamentos a Siner, e consequentemente a Planes Engenharia, sendo elas responsáveis pelos pagamentos aos fornecedores. Contudo, é esperado por parte das pessoas e empresas prejudicadas que a AES Brasil se responsabilize pelos danos causados.

São débitos que superam os R$ 200 mil em alguns casos, como o de um restaurante localizado no município de Cerro Corá, além de uma distribuidora de água potável de Currais Novos, posto de combustível, dentre outros.

Colaboradores também reclamam que não receberam da Planes os 40% da multa rescisória.

Os manifestantes interditaram o acesso apenas para funcionários e veículos do parque.

Blog Jean Souza

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

ÓTICAS LIDER EM AFONSO BEZERRA-RN

Instagram: @oticasliderab